Diferenças Chaves Entre Redes Sociais Corporativas e Intranets

O domínio das tradicionais intranets está desaparecendo graças ao novo, mais tecnologia social baseada na nuvem: Redes Socias Corporativas (RSCs).

No mundo híper-conectado de hoje, empresas têm uma grande necessidade de implementar as tecnologias mais eficientes para ajudá-las a colaborar internamente e realizar trabalhos em tempo real. Nesta última década muitas empresas tentaram usar uma intranet. Entretanto, o domínio da intranet está sendo ameaçado por tecnologias mais sociais baseadas na Nuvem: Redes Sociais Corporativas (RSCs).

Agora que as empresas precisam decidir entre essas duas plataformas colaborativas, vamos dar uma olhada nas principais diferenças entre Intranets e Redes Sociais Corporativas.

1) A tecnologia: rígido e complicado vs. leve e flexível

Intranets: Intranets são uma coleção de computadores privados com software personalizado dentro de uma organização. São usados como um repositório de documentos e como uma forma de comunicar entre funcionários. Intranets normalmente tem um firewall, o que significa que são bloqueados à acesso externo e podem ser usados somente com os computadores do escritório. Intranets são produtos grandes e complexos com custos altos de instalação, treinamento e manutenção. Normalmente são controladas pelo setor de TI que regulamenta o tipo de informação disponível. SharePoint é um exemplo de uma intranet. (Leia nosso blog sobre SharePoint).

Redes Sociais Corporativas: RSCs, por outro lado, são tecnologias SaaS (Software como um Serviço): tecnologias leves baseados na Nuvem. O foco delas é menos no armazenamento e mais na interação dinâmica entre profissionais: ou seja, mais no Social e Mobile. O interface parece a outras plataformas de redes sociais, como o Facebook, e facilita a colaboração entre departamentos, equipes, e fronteiras geográficas. Com aplicativos para dispositivos móveis, um profissional pode acessar toda a sua informação do trabalho desde qualquer smartphone ou tablet.

Além disso, como as RSCs são produtos leves e baseadas na Nuvem, os custos da instalação e manutenção são muito menores. É mais fácil incorporar novos usuários, implementar novas aplicações, e se adaptar as necessidades das equipes.

RSCs minimizam custos de treinamento porque os profissionais intuitivamente entenderão como usar 90% do software graças as suas experiências com outras redes sociais com interfaces parecidas, como o Facebook e Twitter.

Com o aspeto social e a comunicação dinâmica da plataforma, é mais fácil para funcionários se organizarem para enfrentar grandes projetos. As intranets são produtos rígidos. A flexibilidade para se adaptar a novas circunstâncias é limitada.

2) Mesmas metas, filosofias bem diferentes

Ambas as intranets e RSCs são ferramentas para aumentar a produtividade através da inovação e colaboração entre funcionários. Mas, as formas de tentar alcançar essa meta são bem diferentes. A forma de comunicar informação serve como o melhor exemplo disso:

Intranets: Com intranets a comunicação somente vai em uma direção: de cima para baixo. A empresa fala A seus funcionários não COM eles. Gerentes controlam a discussão e o tipo de informação disponível.

Redes Sociais Corporativas: As RSCs são diferentes. A plataforma é configurada para que todos tenham uma voz dentro da empresa, o que cria uma filosofia bem diferente. Com as intranets, a cultura empresarial é hierárquica onde funcionários seguem ordens desde cima. Com RSCs, a cultura empresarial é mais aberta, tem uma maior contribuição de todos os funcionários, e é mais fácil colaborar através de vários departamentos. A filosofia das RSCs é que idéias boas não somente vem de cima.

A inteligência e a experiência coletiva da empresa inteira é mais poderosa do que as idéias de um grupo pequeno de indivíduos.

Essa é verdadeiramente a diferença fundamental entre as intranets e RSCs; uma diferença que pode ter efeitos enormes na forma de como trabalhamos.

Se a meta de uma empresa moderna é incentivar a inovação e colaboração, temos que mudar a forma de como pensamos sobre o trabalho. Com RSCs finalmente temos uma ferramenta que abrirá o caminho para esta mudança.

Posts recomendados